"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

junho 08, 2010

GUSTAVO LOYOLA :TAXA DE CRESCIMENTO "INSUSTENTÁVEL".

http://www.bbc.co.uk/worldservice/assets/images/2009/05/06/090506164837_gustavoloyola_226x170.jpg
A expansão da economia brasileira no primeiro trimestre deste ano não surpreendeu o economista Gustavo Loyola, da consultoria Tendências.

As expectativas de Loyola de que a economia brasileira segue em ritmo muito forte se confirmaram com os números divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (8).

O ex-presidente do Banco Central, no entanto, afirma que a taxa de crescimento do PIB está “acima do que é sustentável” e faz um alerta sobre o aumento das importações no período: “o aumento das compras no exterior [importações] em 13,1% [frente ao trimestre anterior] revela que a demanda interna está crescendo mais do que a oferta.

Por isso é preciso importar mais porque a produção não esta sendo suficiente.” Ainda segundo ele, a capacidade ociosa da indústria já foi “engolida” e este é o cenário para o aumento da inflação.

Loyola aponta o aumento dos investimentos (formação bruta de capital fixo) em 7,4% como uma boa noticia do PIB.

“A retomada do investimento mostra que a capacidade de produção está crescendo para gerar mais oferta doméstica, o que pode dar maior sustentabilidade ao crescimento.

Mas os números do IBGE também confirmam que o aumento na taxa investimento na economia ainda está tirando o atraso do período pré-crise em 2008.

Gustavo Loyola chama atenção para outro dado divulgado pelo IBGE, o consumo do governo, que cresceu 0,9%. “Esse número é muito desproporcional ao efeito que os gastos elevados do governo geram na economia, que é uma pressão forte na inflação.

É uma luz amarela acesa indicando que o ritmo de gastos públicos não pode continuar assim, para que o Banco Central não tenha que ser mais duro com a política monetária.”

Nesta quarta-feira, o Banco Central se reúne para definir a taxa de juros básica da economia e para Loyola, o aumento de 0,75% na Selic agora é inevitável. As projeções da Tendencias prevêem mais quatro aumentos dos juros até o final do ano fechando em 12,25% em 2010.

Apesar das altas esperadas, o economista já percebe uma melhora nas expectativas de inflação para este ano

PIB cresceu 9% no 1º trimestre na comparação anual, diz IBGE

A economia brasileira teve crescimento de 2,7% no primeiro trimestre de 2010 em relação ao quarto trimestre do ano passado, informou nesta terça-feira (8) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação ao primeiro trimestre de 2009, a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, foi de 9%. O resultado dessa comparação, segundo o IBGE, é o maior da série histórica da pesquisa, iniciada nestes moldes em 1995.

De acordo com a gerente de contas do IBGE, Rebeca Pallis, o resultado tão forte na relação um ano atrás reflete a base fraca de comparação, já que 2009 foi um ano em que a economia sofreu os efeitos da crise financeira mundial iniciada em 2008.

"Este é o trimestre dos recordes positivos porque comparamos com uma base deprimida, que foi o primeiro trimestre de 2009, quando o PIB tinha caído 2,1% e era um recorde de queda", disse a gerente.

PIB Brasil primeiro trimestre 2010
Gráfico mostra a evolução do PIB brasileiro.(Foto: Editoria de arte G1)

Fonte : G1

EMPRESA DE FACHADA NA PLANILHA DA BANCOOP/DOAÇÕES AO PT.

Por Fernando Mello/Veja

Trechos da planilha com as movimentações da Mirante /Mizu listam doações ao PT. (Foto: Reprodução)
Uma planilha que acaba de chegar às mãos da CPI da Bancoop na Assembleia Legislativa de São Paulo traz doações feitas pela empresa Mirante/Mizu Artefatos Ltda ao PT, no valor de 43.200 reais. O Ministerio Público considera que a empresa era de fachada. Em 2002, ano das doações, o TSE não registra nenhuma contribuição oficial feita pela Mirante/Mizu a qualquer campanha ou candidato.

A Mirante/Mizu Artefatos foi registrada em 23 de julho de 2002. Parece ter sido feita sob medida para atender a um único cliente, a Bancoop, à qual fornecia blocos de concreto. Segundo a planilha, já nos três primeiros meses de funcionamento tinha recebido da cooperativa 900.000 reais.

Matéria completa...

SENADO A MORADA DAS TRAMÓIAS INTOCÁVEIS.ELEJA NÃO REELEJA.


Ana Paula Scinocca - O Estado

Um ano após escândalo dos atos secretos, Casa esquece estudo da FGV e recontrata terceirizados.

Um ano depois da promessa de ampla reforma administrativa e da contratação por duas vezes, no valor total de R$ 500 mil, da Fundação Getúlio Vargas (FGV) para aprimoramento da gestão e corte de gastos, o Senado voltou a adotar as "velhas" práticas.

A Casa deu início a um processo de recontratação de 1.273 terceirizados para diferentes funções (de copeiros a chaveiros) com salários que variam de R$ 1,2 mil a R$ 6 mil. O custo do edital, pregão 73/2010, é de cerca de R$ 55 milhões ao ano.

Levantamento da ONG Contas Abertas mostra ainda que, fora o edital, o Senado renovou, pela terceira vez, o contrato com a empresa Plansul Planejamento e Consultoria, que oferece outros 327 terceirizados na área de comunicação social.

A empresa receberá R$ 17 milhões até dezembro. Somados, os contratos envolvem 1,6 mil terceirizados ao custo anual de R$ 72 milhões.

O PAC FRAUDE MOSTRANDO A CARA


Agencia o Globo/Letícia Lin
Mais de mil pessoas já foram demitidas e há só quatro caminhões no trecho da obra em Cabrobó, Pernambuco

Um dos destaques do décimo balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), divulgado semana passada, o projeto de transposição do Rio São Francisco, visitado pelo presidente Lula e a pré-candidata Dilma Rousseff no fim do ano passado, está quase parado no trecho que fica em Cabrobó.

Mais de mil pessoas já foram demitidas no canteiro de obras, restando apenas 400 operários na área, no município do sertão a 586 quilômetros de Recife.

O prefeito de Cabrobó, Eudes Caldas (PTB), disse que semana passada percorreu os canteiros que ficam no município e observou grande redução no movimento de caminhões.
Antes, eram cem todos os dias, e restam apenas quatro.

— A gente não sabe o que está acontecendo, mas oficiosamente estaria havendo uma divergência nos valores de medição. Na verdade, não fomos informados de nada, mas a pressão já está muito grande aqui na prefeitura.

Autônomo, prestador de serviços para uma transportadora da Paraíba, o baiano Wilson dos Santos está preocupado com a paralisação:
— Acho isso uma falta de respeito. A gente veio de longe trabalhar, e fazem conosco uma coisa dessas. Mandaram recolher as caçambas e ninguém disse o dia da volta. Estou vendo 13 de outras prestadoras de serviço, todas paradas.

Estou apenas aguardando o vencimento da quinzena para retornar a Salvador.

O presidente da Câmara de Vereadores de Cabrobó, Moacir Rocha (PT), informou que só 50% do pessoal ainda estão mobilizados:
— Não soubemos qual foi o problema, mas há trechos ainda não concluídos em que tudo parou mesmo. É muito dinheiro jogado fora. Nunca vi uma paralisação tão grande.

O "ACORDO BURROS N'ÁGUA " E DEFESA PRÓ-IRÃ E SUCESSO DO EBRIOSO NÃO VINGARAM.

Gustavo Chacra - O Estado de S.Paulo

O Brasil e a Turquia fracassaram ontem na tentativa de abrir mais negociações antes de serem votadas novas sanções contra o Irã no Conselho de Segurança da ONU.

Embaixadores de EUA e México (país que preside o conselho) afirmaram que a votação deverá ocorrer ainda nesta semana.

Os representantes de Estados Unidos e México, país que passou a ocupar a presidência do órgão, afirmaram ontem que a votação será realizada ainda na possibilidade de que amanhã mesmo os países votem a resolução. O texto já está pronto e os anexos, elaborados por peritos, foram concluídos. Apenas ajustes finais ainda são discutidos.


A partir do momento em que for lançada a proposta oficial, serão necessárias apenas 24 horas até a votação..

O Brasil e a Turquia convocaram uma reunião de emergência ontem do Conselho de Segurança para pedir a abertura de um debate público.

No entanto, diplomatas de outros países membros do órgão discordaram por considerarem a proposta redundante, já que, antes de votarem, os integrantes devem expor os motivos que os levaram a apoiar ou não a resolução.

"Nós discutiremos amanhã (hoje) e votaremos logo em seguida", disse a embaixadora dos EUA no Conselho de Segurança, Susan Rice.

Questionada se a votação seria nesta semana, ela respondeu afirmativamente. O representante mexicano, Claude Heller, também indicou que a votação será "no meio desta semana".

O objetivo é evitar que ela ocorra durante a Copa do Mundo, que começa na sexta-feira.

Os EUA esperam que as sanções sejam aprovadas com 12 votos favoráveis no Conselho de Segurança, embora os três membros africanos do órgão : Uganda, Gabão e Nigéria ainda não tenham se pronunciado publicamente sobre o assunto.

ONÉZIMO : TEM PROVAS E ACEITA ACAREAÇÃO.

http://fatormentodoaposento.files.wordpress.com/2010/01/pt-ano-do-ttroco.jpg
Vannildo Mendes, Marcelo Auler/Estado

Pivô do escândalo do suposto dossiê conVannildo Mendes, Marcelo Aulertra o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, o ex-delegado da Polícia Federal Onézimo Sousa disse ontem ao Estado ter provas de que a proposta de espionagem política partiu do comando do PT, em reunião para a qual foi convocado num restaurante de Brasília.

Ele disse que aceita fazer uma acareação "para desmascarar" os emissários petistas presentes, que teriam se apresentado em nome do ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel.
"Tenho provas definitivas da abordagem que eles me fizeram e topo a acareação de bom gosto, desde que seja séria, na Justiça", afirmou.


Ele disse que recusou a proposta de trabalho, pela qual receberia R$ 1,6 milhão em dez parcelas, porque considerou o comitê petista uma bagunça, sem controle e dirigido por irresponsáveis.
"O PT é um serpentário, que não está preparado para fazer uma campanha e muito menos para governar o País", disse.

Ligado à comunidade de informações, Onézimo afirmou que, pelo que constatou, "há uma guerra de facções" no PT envolvendo, de um lado, Pimentel e do outro o ex-ministro Antônio Palocci e o deputado estadual Rui Falcão.

LEGAL, IMORAL OU ENGORDA

http://4.bp.blogspot.com/_C3jJLFkkSKs/SDQdLfKsNbI/AAAAAAAABj8/Dchf2iNWHMc/s400/batota1.JPG
Oficialmente a campanha presidencial nem começou, mas a turma do PT já mostrou o figurino com o qual irá desfilar nestas eleições:
o da marginalidade descarada.
Até agora, respeitar a lei foi o que menos importou para fazer dona Dilma crescer nas pesquisas.
Para o petismo, notável por incluir o termo "mensalão" no léxico político brasileiro, o processo eleitoral é um vale tudo sem fim.


Os confrontos com a legislação começaram há dois anos com as viagens eleitorais, disfarçadas de atos oficiais, para fazer a candidata petista ser conhecida.
Agora, com a montagem de dossiês e equipes de arapongas, chegam à bandidagem pura e simples.
É o velho PT de sempre - o do mensalão, dos aloprados - mostrando a sua cara.


Se o desrespeito às regras do jogo se limitasse aos rotineiros abusos verbais e ao uso ilegal do nosso dinheiro para fortalecer uma candidata, já seria suficiente para manchar o pleito de 2010. Mas a equipe do PT literalmente aloprou ao contratar gente do submundo policial para investigar tanto adversários como a si próprios.

A estratégia veio a público na semana passada, por meio de várias reportagens. Os chefes petistas se apressaram a desmentir tudo. Chegaram até a insinuar que a própria oposição estaria se autobisbilhotando. Quanto cinismo!
Não contavam que um dos envolvidos abrisse a boca para contar tudo.

Na edição desta semana da revista Veja, Onézimo Sousa, delegado aposentado da Polícia Federal, admite que seria contratado por R$ 1,6 milhão para fazer o serviço sujo para o PT.
Não só ele, mas toda uma equipe de arapongas agiria nos subterrâneos
eleitorais.

Os tentáculos da ilegalidade e da imoralidade petista vão muito além do submundo. Espraiam-se por instituições e entidades representativas, cooptadas e instrumentalizadas.
É o caso das centrais sindicais, que, custeadas por dinheiro público, também fazem sua parte nesse festival infame.


O PT demonstra mover-se melhor no submundo.
O partido exibe horror às regras do jogo.

Diante de qualquer crítica, vocifera contra "os donos do poder", "as elites burguesas". Vive tentando criar instâncias paralelas que pretendem sobrepor-se às instituições da democracia representativa.


Subsiste no petismo a utopia primitiva da democracia direta, e, se esta não pode ser alcançada por meios legais, que se subvertam as normas:
o que interessa é manter-se grudados ao poder, custe o que custar.

Mesmo que tudo isso seja bem sucedido no curto prazo, certamente não sobreviverá ao escrutínio dos eleitores e ao julgamento da História.

Até lá, a expectativa é que essa turma seja rapidamente enquadrada pelo Código Penal Brasileiro.
Fonte ITV
Original/Íntegra :Legal, imoral ou engorda