"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

fevereiro 14, 2013

GERENTONA FALSÁRIA(QUEBRA 1,99) E SEU brasil maravilha PARA CRÉDULOS : Inadimplência inicia este ano com alta de 11,8%


A inadimplência do consumidor cresceu 11,8% no primeiro mês de 2013, na comparação com janeiro do ano passado, informou hoje (14) a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL). As vendas tiveram alta de 3,88% na comparação com o mesmo período.

A confederação atribui o maior endividamento ao cenário favorável ao consumo em 2012. A recuperação de crédito cresceu 5,92% em janeiro de 2013 ante o mesmo mês de 2012.

O percentual é calculado em função da quantidade de CPFs que deixaram o cadastro do Serviço de Proteção ao Crédito, administrado pela CNDL. Na avaliação do presidente da entidade, Roque Pellizaro Júnior, a alta da inadimplência preocupa.
 
Para ele, caso o indicador permaneça elevado e haja pressão inflacionária, há risco de o governo aumentar a taxa básica de juros, a Selic, para inibir o consumo. A CNDL acredita que, embora houvesse liquidações pós-natalinas em janeiro, os consumidores compraram menos em função de despesas com material escolar e tributos, como o Imposto Predial e Territorial Urbano e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores.

Agência Brasil

Procuradoria em Minas analisa depoimento de Valério que acusa O CACHACEIRO PARLAPATÃO, O FILHO... do brasil

http://3.bp.blogspot.com/-ob5XF6TAzlk/UO1QHu2ZTLI/AAAAAAAATAQ/0zQdcfDg0Xc/s1600/EF29EECAC4971F76ABD3571F9832.jpg
Já está em poder do Ministério Público Federal de Minas Gerais o depoimento do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza no qual ele acusa o ex-presidente Lula de envolvimento no mensalão.

Segundo a assessoria da Procuradoria, o setor do órgão encarregado de analisar o documento afirma que são muitas as informações a serem analisadas.

O trabalho dos procuradores será o de verificar a suposta conexão do depoimento com ações em andamento em Minas. Anteriormente a Procuradoria informou a existência de ao menos seis ações no Estado decorrentes de desmembramentos do mensalão. Valério foi condenado em duas delas.

Por não ser um trabalho simples, argumenta o órgão, será uma análise demorada. Não foi marcado prazo para que esse trabalho seja finalizado.

O depoimento de Valério foi enviado a Minas Gerais pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel. Valério, considerado o operador do mensalão, foi condenado a mais de 40 anos de prisão em 2012.

Em 24 de setembro, em meio ao julgamento do caso, o empresário prestou depoimento à Procuradoria dizendo que Lula sabia da existência do esquema e que recursos do mensalão teriam custeado despesas pessoais do petista em 2003, quando já ocupava a Presidência.

Como Lula é ex-presidente, ele não tem direito a foro privilegiado. 

Folha
Colaborou LUIZA BANDEIRA, de São Paulo 

E NO brasil maravilha DA GERENTONA FALSÁRIA(QUEBRA 1,99) : Problemas persistem e mercado financeiro prevê PIB ainda fraco

http://1.bp.blogspot.com/-Sq-82kY4eDQ/UGuz2xutOJI/AAAAAAAATfc/LRCIJg0mviU/s1600/pibinho.jpg

O governo retoma as atividades nesta quinta-feira pós-Carnaval ainda assombrado pelo baixo crescimento do ano passado. Temerosos de que os problemas se repitam, mas com poucas opções, integrantes da equipe econômica têm insistido no discurso de que só o que falta para a economia é tempo.

“As medidas estão demorando mais do que o esperado para surtir efeito, mas elas vão aparecer”, garante um técnico do governo. A fala, porém, é a mesma de meados de 2012, quando se esperava uma reação espetacular da economia e ela não veio.

Para representantes do setor produtivo e participantes do mercado, apesar do discurso governamental, é preciso urgência na retomada, sobretudo em relação aos investimentos.

“O Brasil cresce a duas velocidades. Os setores ligados à renda vêm tendo um desempenho bastante satisfatório, consequência direta do mercado de trabalho bastante apertado, já os investimentos não decolam”, disse Luís Otávio de Souza Leal, economista-chefe do banco ABC Brasil.

Diante dessa perspectiva, as expectativas do mercado continuam a piorar.

Dados do boletim semanal Focus, divulgados ontem pelo Banco Central, trazem mais uma revisão para baixo na projeção para o PIB. O indicador, que começou o ano passado com uma previsão de 4,25% para 2013, chegou nesta semana a 3,09%. Parte dessa piora, segundo analistas, se deve à lentidão do poder público na gestão de investimentos.

Correio Web