"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

janeiro 28, 2010

UPA , QUE SUSTO!

http://www.tvcanal13.com.br/fotos/dilma3.jpg  
O motivo do "piripaque" do parlapatão :
Essa obra que nós estamos hoje entregano (sic) ao público ela não é uma obra qualquer. 
Porque uma obra é simplesmente paredes de alvenaria e também são instalações. Mas aqui tem uma filosofia de atendimento e essa filosofia de atendimento ela diz o seguinte: 
que nós temos de ter no Brasil um tratamento igual entre todos os brasileiros. Todos os brasileiros têm direito de receber um serviço de saúde igual ao melhor serviço de saúde praticado no Brasil”.
Dilma Rousseff, durante a inauguração de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Paulista (PE)
 
Ela também é chegada à ‘marvada’?
Ou é burrice mesmo?
 Que não tem mestrado e nem doutorado,parce não haver dúvidas,  a minha dúvida é se houve  pelo menos  formação secundária. Com esse português se consegue passar no vestibular?Jesus nos acode. 

De tanto a bruaca dizer UPA, UPA, UPA o jegue empacou no Recife. Prá quem falava, ainda ontem, sobre o absurdo de 10 ou 12 vaquinhas, com 180/120 mmHg de pressão arterial por pouco a vaca não vai para o brejo.

Além do vazio de suas intervenções está se tornando constrangedora a sua falta de senso de oportunidade de aparecer em todas as ocasiões ao lado do Lula. Na saída de Lula do hospital de Recife,  não se entendia sua tentativa desesperada de se colocar visível alí no meio. 
Isto é outro sinal claro de estupidez.

ENGANA MORTAIS, O DIVINO NÃO, Ô PARLAPATÃO RIDÍCULO

Via Reinaldo Azevedo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como informam todos os sites noticiosos e não precisa ser repetido em detalhes aqui, já está bem, devidamente monitorado por aquilo que de melhor a medicina pode oferecer no mundo. 

E nós torcemos para que ele se recupere logo. 

Ao Lula que ficou doente, eu só desejo saúde e sorte. 
Ao Lula saudável, como sempre, recomendo que tire os pés do pântano do populismo.
Um dos itens da agenda de Lula, em Recife, ontem, estava ligada à área de saúde: 
a inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). 
As pessoas se aglomeravam para ouvir o presidente — chegou a haver desmaios. Na ânsia de demonstrar que é um homem do povo, mandou ver: 
Eu tava visitando a UPA, e eu quero dizer que ela tá tão bem-organizada, ela tá tão bem-estruturada QUE DÁ ATÉ VONTADE DE A GENTE FICAR DOENTE PARA SER ATENDIDO AQUI”.  
Pois é…
 Lula passou mal e foi levado ao Hospital Português do Recife, um dos melhores e mais equipados do Brasil. E depois seguiu para São Paulo, onde é cuidado por um equipe de renome internacional.

Ouça o próprio parlapatão :



QUEM QUER DINHEIRO? AGORA É O EXÉRCITO

http://4.bp.blogspot.com/_u0b81TDUJ_k/R50tR2Yhk7I/AAAAAAAAAK4/PFioe94uaNA/s400/exercito_Logo%2520Exercito%2520com%2520o%2520Q.jpg
Agência Brasil/BRASÍLIA -
O Exército brasileiro informou que vai precisar de mais R$ 270 milhões somente para enviar e estabelecer no Haiti os 900 militares e os equipamentos que serão empregados na nova unidade militar brasileira no país caribenho.

A previsão é de que os 750 militares do Batalhão de Infantaria e os 150 da Polícia do Exército comecem a viajar a partir da segunda quinzena de fevereiro, indo se somar aos 1.266 soldados e oficiais que já integram a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah).

Proposto pelo Ministério da Defesa em resposta a um pedido da Organização das Nações Unidas (ONU), o envio do reforço foi aprovado na última segunda-feira (25) pelo Congresso Nacional, que também aprovou que o país mantenha uma reserva de 400 homens que se revezarão na missão de paz. Os custos do envio de mais este grupo, em sistema de revezamento, não está englobado nos R$ 270 milhões já solicitados.

Segundo o Exército, os recursos serão usados para atender às necessidades decorrentes da criação de uma nova unidade militar brasileira, tais como preparo das tropas, compra de material, viagem e estabelecimento do novo batalhão no país caribenho, devastado por um terremoto que deixou dezenas de milhares de mortos e um número incerto de feridos e desabrigados.

A cifra é mais que o dobro do valor já solicitado pelo Exército antes do tremor de terra do último dia 12. Até então, o comando da Força havia pedido R$ 102 milhões, valor que julgava suficiente para a manutenção do Batalhão de Infantaria (Brabatt) e da Companhia de Engenharia de Força de Paz (Braengcoy) que já se encontravam e que permanecerão no Haiti.

Ainda não está certo se devido às consequências do terremoto este valor será revisto, mas de acordo com o Exército, parte destes R$ 102 milhões já estão sendo repassados à Força. São cerca de R$ 64 milhões que o Exército irá empregar para atender às necessidades emergenciais decorrentes do tremor de terra.

QUEM QUER DINHEIRO? AGORA É A SAÚDE



 Portal Terra

BRASÍLIA - 
O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou nesta quinta-feira, em entrevista a emissoras de rádio durante o programa Bom Dia, Ministro, que o Orçamento para 2010 sancionado na quarta-feira não atende às necessidades da pasta.
"O orçamento do ministério é corrigido pela lei atual da seguinte maneira: a soma da inflação com a soma do crescimento econômico, que é a correção nominal do PIB (Produto Interno Bruto)", disse Temporão. "E nós sabemos que no ano passado nós tivemos um crescimento econômico (que), se não der um crescimento zero, vai dar um crescimento ligeiramente negativo."
Segundo o ministro, isso afetou o cálculo para correção do orçamento para a Saúde. Ele afirmou, no entanto, que está tratando com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, para conseguir recursos suficientes para manter os programas da pasta.
"Em relação à nova gripe, eu chamo a atenção (para o fato de que) nós tivemos um crédito extraordinário no ano passado de R$ 2,1 bilhões, por meio do qual nós compramos vacina, medicamentos, equipamentos", afirmou Temporão. "Então o ministro da Saúde é um ministro chorão, tem que chorar o tempo todo atrás de dinheiro. É claro que eu gostaria que o orçamento fosse maior, mas essa é outra discussão."

GOVERNO PTRALHA MAIS FAMINTO EM 2010


O parlapatão anda fazendo festa com o nosso chapéu, distribuindo "grana" a rodo, só pode resultar nisso, ou seja, meter a mão no contribuinte para satisfazer a sua megalomania.

SÃO PAULO, 28 de janeiro de 2010 - 
O Impostômetro marcará na manhã desta sexta-feira, dia 29, por volta das 9h30, R$ 100 bilhões em impostos que os brasileiros pagam desde o primeiro dia do ano, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP).
Em 2009, o mesmo valor foi atingido quatro dias depois, 2 de fevereiro e, no ano anterior, a marca também fora atingida no dia 2 de fevereiro. O que indica que a população brasileira está pagando mais imposto em 2010.
Desde então o aumento de impostos é considerável, já que em 2005 a arrecadação de R$ 100 bi só aconteceu no dia 18 de fevereiro.

A SEREIA(LULA) A "MUIÉ" MACHO E A DISCURSEIRA

"Óia os babaca oiando a gente."

http://aposentadobeminformado.files.wordpress.com/2009/12/lula-e-dilma-40.jpg
 Em tom de campanha, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou seu discurso durante cerimônia de inauguração de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Pernambuco para falar sobre o comportamento da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil). "A Dilma é brava. 
Mulher tem que ser brava mesmo. 

Quem tem que ficar arreganhando os dentes toda hora é o homem. 
É esse comportamento da Dilma que fez com que ela pudesse coordenar o PAC, o Minha Casa, Minha Vida, e que pudesse mostrar que esse país, com um pouco de planejamento, ninguém segura".

E tome discurseira :

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira que a "desgraça da política" é que político deveria ter prazo de validade carimbando na testa. "A pessoa não está com o prazo vencido porque tem idade.
A pessoa está com o prazo vencido porque tem a cabeça atrasada, tem maldade, e não pensa de forma moderna", disse o presidente em discurso na cidade de Paulista (PE).

Lula também chamou a gestão do ex-governador e senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) de "mesquinha" e defendeu o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), que será candidato à reeleição em 2010.

PARA NÃO PERDER A VIAGEM

OS BOÇAIS
Foto: Wilson Dias/ABr

LUCIANA COELHOda Folha de S. Paulo, em Genebra

O Brasil não vai rever sua posição e reconhecer o novo governo em Honduras apenas com base nos desdobramentos de ontem, disse o chanceler Celso Amorim. "No momento não há o que mudar", afirmou em Genebra.

Para Amorim, a posse de Porfirio Lobo sem que o presidente golpista Roberto Micheletti lhe passasse a faixa, a aprovação da anistia pelo Congresso hondurenho e a saída do ex-presidente Manuel Zelaya da Embaixada do Brasil em Tegucigalpa sem risco de ser preso representam "melhoras". E se devem, defende ele, ao fato de o Brasil ter abrigado o líder deposto.

"Tudo isso só aconteceu porque o Zelaya esteve na nossa embaixada. Se não, não ia ter, o Micheletti ia ficar lá até o último dia", afirmou. "Se você me pergunta se eu estou satisfeito com como as coisas se passaram, não, mas é melhor do que o que provavelmente teria ocorrido? É." 


Para não perder a viagem
(...)
A posse de Porfírio Lobo, em eleições ainda não-reconhecidas pelo Brasil — os hondurenhos não estão nem aí para o que pensa Lula — humilha a diplomacia brasileira e seus aloprados e também expõe o ridículo a que está submetida a OEA sob o comando de José Miguel Insulza, que previa — talvez torcesse por isso — um banho de sangue se Zelaya não fosse reconduzido ao poder.

O que se viu, na verdade, foi uma espécie de conspiração de idiotas e esquerdistas pilantras contra a democracia. Durante meses se repetiu o mantra de que não se pode depor um presidente eleito. Não? Se ele desrespeitar a Constituição, não é uma questão de poder, mas de dever. E cada país tem as suas regras para fazê-lo. No Brasil, é preciso um processo de impeachment. Em Honduras, a depender do crime, a deposição é automática, ouvidos, como foram, o Congresso e a Corte Suprema.
(...)
A vitória da democracia em Honduras também derrotou boa parte da imprensa brasileira. Uma derrota intelectual e profissional. Há honrosas exceções que não caíram no conto bolivariano — VEJA, felizmente, entre elas. Não se esperava dessa gente muita coisa: apenas a leitura da Constituição daquele país e o reconhecimento de que a Carta daqui não pode ser aplicada lá. Houve até uma tonta que achou um absurdo que não houvesse um processo de impeachment para depor Zelaya… Pois é, estivesse o impeachment previsto nas leis daquele país, talvez fosse mesmo…


O Itamaraty de Celso Amorim costuma usar os jornais brasileiros como passarela de seus delírios de onipotência. O Megalonanico chega ao requinte de ter uma colunista que funciona como sua porta-voz. Esta senhora teve a ousadia (!?)  de escrever, certa feita, que o Brasil havia combinado com a Casa Branca a visita de Ahmadinejad ao país. No dia seguinte, o mundo ficou sabendo que Obama enviara uma carta  às autoridades brasileiras esculhambando a… visita de Ahmadinejad!!!

A situação de certa imprensa é terminal. Ou muda ou morre.

Texto completo...


PRESSÃO ORÇAMENTÁRIA - 18 X 12

http://portaldocoracao.uol.com.br/adm/interatividade/news/fotos/200901080735323.jpg


Portal Terra

DA REDAÇÃO - 
Na próxima semana, o governo federal deverá editar um decreto de programação orçamentária provisória para fevereiro e março, estabelecendo que, nesse período, poderão ser gastos apenas o equivalente a dois doze avos do Orçamento. 
O uso do decreto não significa que o governo esteja cortando gastos, mas sim que pretende manter o controle do Orçamento.

Além da prudência, o objetivo é convencer o Banco Central de que não é necessário elevar os juros, aos menos no curto prazo, já que o governo está contendo os gastos, um estímulo a menos para aumentar a inflação. As informações são da edição desta quinta-feira do jornal O Estado de S. Paulo.

Atualmente, há uma descrença no mercado de que o governo conseguirá atingir a meta de superávit de 3,3% do PIB. As despesas obrigatórias, como pessoal, pagamento da dívida e outras despesas de saúde, educação e obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) não estão limitadas aos dois doze avos. 

A limitação deve ser mantida até março, quando será feita, pela primeira vez neste ano, a avaliação bimestral das receitas e despesas e será editado o decreto definitivo para 2010. 
Ou seja, será definido se haverá ou não cortes no orçamento.

OSHO

 
Primeiro passo: 
relaxe-se numa cadeira e deixe todo o corpo confortável.

Segundo passo:  

feche os olhos.

Terceiro passo: 

relaxe e respire. Faça isso do modo mais natural possível. A cada expiração, diga "Um"; a cada inspiração não diga nada. Assim, a cada expiração diga apenas "Um"... "um"... "um".

E não apenas diga, mas sinta também que toda a existência é uma só, que é uma unidade. Não repita isso, apenas sinta — e dizer "Um" ajudará. Faça isso diariamente durante vinte minutos.

Providencie para que ninguém o perturbe enquanto estiver fazendo isso. Você pode abrir os olhos e olhar o relógio, mas não use um despertador. Qualquer coisa que puder causar-lhe um sobressalto não será boa; portanto, tire o telefone do gancho e peça para ninguém bater na porta.

Nesses vinte minutos você deve estar completamente relaxado. Se houver muito barulho ao redor, use um tapa-ouvidos.

Dizendo "Um" a cada expiração, você se tornará calmo, quieto e íntegro; você nem pode imaginar o quanto. Faça isso durante o dia, nunca à noite, ou o seu sono será perturbado, pois é tão relaxante que você não sentirá vontade de dormir. Sentir-se-á refrescado.

A melhor hora é pela manhã, ou então à tarde, mas nunca à noite.

Osho, em "O Livro Orange"
Imagem por kevindooley

RECUO NAS RESERVAS INTERNACIONAIS


Reservas internacionais recuam para US$ 241,491 bilhões
SÃO PAULO
As reservas brasileiras internacionais recuaram em US$ 147 milhões ontem no conceito de liquidez internacional, segundo o Banco Central (BC). 
Com isso, o total das reservas brutas passou de US$ 241,638 bilhões para US$ 241,491 bilhões. 
(Maria de Lourdes Chagas - Agência IN)

TCU ? VAI TOMÁ NO ....EU SOU O PARLAPATÃO

http://www.gentedeopiniao.com.br/fotos/image/lula_MERDAc.jpg
 Edna Simão e Eugênia Lopes, da Agência Estado
BRASÍLIA -
 Para não correr risco de ver obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) paralisadas em ano eleitoral, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva retirou quatro empreendimentos da Petrobrás da lista de projetos com indícios de irregularidades do Orçamento de 2010. Lula sancionou nesta quarta-feira, 27, o Orçamento de 2010 com apenas dois vetos. 

Um se tratava justamente da retirada das quatro obras da Petrobrás - duas delas integravam o PAC - da lista de irregularidades apontadas por auditorias do Tribunal de Contas da União (TCU).

Se continuassem na lista, as obras, na leitura do governo, poderiam ser interrompidas, pois estariam impedidas de receber recursos orçamentários este ano.