"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

julho 01, 2013

2013 ! A DURA REALIDADE DO "QUERIDINHO" DO brasil maravilha DOS FARSANTES, AQUELE QUE "VIVE EM 2015" : OGX cai 29% e leva Bovespa a fechar em baixa de 0,47%


http://3.bp.blogspot.com/-wsZU_cKwiZs/T1bf99sReRI/AAAAAAAAIz8/teoEyW2yJWo/s1600/EIKE+BASTISTA.jpg
A forte queda das ações da OGX, companhia de petróleo do empresário Eike Batista, fez com que a Bovespa fechasse em baixa nesta segunda-feira.

Os papéis da petrolífera reagiram ao anúncio de que três poços que estão em produção podem deixar de produzir em 2014. Em comunicado, a OGX informou ainda que os campos de Tubarão Tigre, Tubarão Gato e Tubarão Areia, no Rio de Janeiro, são comercialmente inviáveis.

O anúncio provocou forte queda das ações ordinárias da OGX, que fecharam em baixa de 29,11%, a R$ 0,56. O Ibovespa, principal indicador da Bolsa, encerrou a sessão com desvalorização de 0,47%, cotado a 47.229 pontos.

De acordo com Rodrigo Takeuchi, analista técnico da Votorantim Corretora, excluindo a petrolífera de Eike, a Bovespa teria fechado em alta, em linha com os principais mercados internacionais.

Os índices europeus, asiáticos e americanos foram impulsionados por dados positivos no Japão, onde aumentou a confiança do empresariado, e da zona do euro, cujo indicador de compras do setor industrial subiu em junho, atingindo o maior nível em 16 meses.

Dos Estados Unidos, as notícias também foram positivas. O indicador de atividade industrial registrou leve expansão em junho.

"Ao mesmo tempo em que sugere melhora da atividade econômica, o avanço não ocorreu em um ritmo forte o suficiente para fazer com que o Fed (banco central americano) antecipe a retirada dos estímulos econômicos", explica o estrategista-chefe do banco WestLB, Luciano Rostagno.

OGX

Mas o peso da OGX no Ibovespa, de 5%, fez com que a Bolsa operasse na contramão do exterior e fechasse em baixa.

Para Takeuchi, da Votorantim Corretora, a Bolsa deve seguir acompanhando a volatilidade das empresas "X".

"Há muita notícia saindo todos os dias envolvendo o grupo, com difíceis interpretações. O grupo 'X' está causando ruído, e o Ibovespa tem sido bastante afetado por conta do grupo", afirma o analista, que vê a perda de credibilidade prejudicando essas empresas.

"Antes os investidores pagavam prêmio por essas ações. Hoje, penalizam uma promessa que não se concretizou."

Além da OGX, outras duas empresas de Eike lideraram as perdas do Ibovespa: a de logística LLX, cujas ações perderam 10,10%, a R$ 0,89, e a mineradora MMX, que teve queda de 9,52%, a R$ 1,33.


Entre as altas, os papéis da siderúrgica Gerdau subiram 5,08%, a R$ 13,25, enquanto as ações da Fibria, de papel e celulose, avançaram 4,48%, a R$ 25,86. 

Folha 

CERTEZA DE MUDANÇA ! O CACHACEIRO PARLAPATÃO E SUA FANTOCHE 1,99 CUMPRINDO PROMESSA : Balança comercial tem pior desempenho dos últimos 18 anos no 1º semestre . Déficit ficou em US$ 3 bilhões


http://4.bp.blogspot.com/_SRiRi1aYpeA/THZnS5fgVWI/AAAAAAAAAa4/wtnA3u6D_2Q/s400/ParaBrasilSeguirMudando.jpg
Dados divulgados nesta segunda-feira pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior revelam que a balança comercial brasileira teve um déficit de US$ 3 bilhões no primeiro semestre de 2013, o pior resultado para o período desde 1995.

Nos primeiros seis meses deste ano, as exportações somaram US$ 114,5 bilhões e as importações, US$ 117,5 bilhões. A média diárias das exportações foi de US$ 931 milhões, uma queda de 4,8% frente a igual período do ano passado. Já a média diária das importações ficou em US$ 955 milhões, uma alta de 1% em relação ao mesmo período de 2012.

No primeiro semestre deste ano, as importações bateram recorde.

Em junho, houve um superávit de US$ 2,39 bilhões, com exportações em US$ 21,22 bilhões e compras do exterior em US$ 18,83 bilhões, o que representa um crescimento de 199,3% em relação a junho de 2012.

Segundo o governo, o desempenho da balança comercial é um reflexo da crise financeira internacional e do atraso na contabilização da importação de combustíveis e derivados.  


Jornal do Brasil 

PAU QUE NASCE TORTO MORRE TORTO/ SÓ TE COMPRA QUEM NÃO TE CONHECE : A FANTOCHE E FALSÁRIA 1,99 MENTE DESCARADAMENTE‏

A presidente, em rede nacional, faz um pronunciamento distanciados de tudo que o seu governo tem feito, com o apoio, incondicional do PT e dos partidos coligados, e descaradamente falseando a verdade, como mostraremos a seguir:

1ª MENTIRA – 
Declarou a existência de “limitações políticas e econômicas” –
Que limitações políticas quando o governo conta com o apoio de mais de 400 Deputados de um total513 e de uma maioria maior ainda no Senado, podendo criar leis e aprovar qualquer PEC que desejar? Que limitações econômicas quando o país tem cerca de 400 bilhões de dólares de reservas cambiais, e a presidente perdoa dividas externas, aceita confisco do patrimônio como foi o caso da Bolívia e do Equador, realiza empréstimos secretos e financiamento com mais de 1 (Um) bilhão de dólares para o Sudão, além de empréstimos para CUBA e ANGOLA, sem qualquer controle interno (secreto);

2ª MENTIRA – 
 Declarou “não permitir que a violência nos faça perder o rumo”... “nesta área ela sabe tudo, pois militou nos movimentos
guerrilheiros do VAR PALMARESe no COLINA, que causaram danos irreparáveis ao patrimônio do Brasil, praticando crimes a mão armada em assalto a banco e casas particulares, usando e abusando de terrorismo , de justiçamento e sequestro de autoridades estrangeiras, etc.;

3ª MENTIRA – 
Declarou ter “ obrigação de ouvir a voz das ruas, como
dialogar com todos os segmentos”. A grande queixa dos coligados é a de que a presidente não escuta ninguém, considera-se “técnica em assuntos gerais”... e só faz uma exceção para se ligar ao mafioso ex-presidente Lula que criou um modelo próprio de governar, generalizando a corrupção, a impunidade e declarando-se alheio a todas as falcatruas que circulavam no Palácio do Governo e mesmo os conduzidos pelo seu chefe da casa civil ; 


4ª MENTIRA- 
 Propala o fortalecimento da Democracia, do cidadão e dos Poderes da República. A presidente não respeita o Congresso, vetando suas proposições e obrigando a legislar através de Medidas Provisórias de interesse de manutenção do poder, cria sérias dificuldades ao judiciário deixando de cumprir leis no atendimento de suas legítimas solicitações e sendo leniente em face ao respeito das leis relativas a reforma agrária, que, frequentemente, são desrespeitadas pelo MST. Além do mais tem apoiado a FARC, na Colômbia, militado no Foro São Paulo, que prega abertamente a criação de um bloco de República Socialista marxista leninista na América Latina.

5ª MENTIRA – 
Prega”que o movimento popular faça isto de forma pacífica e ordeira”, violentando a sua própria história de guerrilheira que queria impor sua ideologia com violência e armas na mão, praticando assalto a banco e casas particulares, fazendo justiçamento em guerrilheiros arrependidos e torturando seus adversários até a morte;

6ª MENTIRA –
 “reivindica um combate sistemático à corrupção e ao desvio dos recursos públicos” – quando nos últimos 12 anos os maiores escândalos de corrupção e desvios de recursos públicos foram patrocinados pelo governo que presidiram o pais, neste período, onde foram relacionados mais de uma centena de escândalos de corrupção e desvios de recursos públicos, levantados em CPI , CPMI, TCU, sendo o mais notável o mensalão em julgamento STF, e as declarações do TCU que estimou em mais de 80 bilhões de reais os desvios por corrupção nos anos 2011 e 2012. No momento, estão sob suspeita de corrupção e desvios de recursos públicos os investimentos aplicados nas obras da Copa das Confederaçãoe preparativos para ao campeonato mundial de futebol , previsto para 2014. Como acreditar que Dilma irá combater a corrupção e os desvios de recursos públicos?

7ª MENTIRA –
 “minha geração lutou muito para que a voz das ruas fosse ouvida”- essa uma descarada mentira pois o movimento das esquerdas caracterizados nas guerrilhas urbana e rural lutaram para implantar um República Socialista marxista leninista, modelo URSS, Cuba, Coréia do Norte e com a finalidade de calar de uma vez a voz das ruas;

8ª MENTIRA –
 “precisamos oxigenar o velho sistema político.... quero
contribuir com uma ampla e profunda reforma política”. Este sistema, apesar de viciado,corrupto e subversivo tem apenas 30 anos e esteve sobre o domínio do PT e partidos coligados nos últimos 12 anos. Na atual legislatura a presidente conta com o apoio demais 400 dos 513 deputados e com a esmagadora maioria do Senado, podendo aprovar qualquer lei e /ou aprovar qualquer PEC que desejar. 
Mais uma vez mente desbragadamente a presidente;

9ª MENTIRA- 
Diz a presidente “ não podemos conviver com essa violência que envergonha o Brasil” – o que vimos por conta dos vândalos (Vanda) nas passeatas é condenável, mas não pode admirar a presidente, pois isto para ela nada significa, em face da violência generalizada que grassa no Brasil em face da falta de empenho do governo para combater a criminologia tais como : 
45 mil mortos no enfrentamento com o aparato de segurança em 2012; os 40 mil acidentados em desastres de veículos, 
os 35 mil registrados por desaparecidos; 
os 40 mil estupros registrados e existência de 300000 vagas no sistema carcerário para 500.000 julgado e 300.000 sendo processados. A presidente continua mentindo.

10ª MENTIRA- 
A afirmação de que não há dinheiro público nas contratações das obrasdos Estádios e da mobilidade urbana - é história de “malandro para delegado”. Todos os financiamentos foram patrocinados com dinheiro do BNDES que se não pagos irá para dívida pública da união, aumentando o endividamento interno do país. 

Como imaginar que o Mane Garricha, em Brasília, irá pagar o financiamento da sua construção quando a média de público, por jogo, em Brasília, é de mil pessoas? A nossa presidente além de esconder a VERDADE joga com a inocência do povo brasileiro.


A PRESIDENTE MENTE DESCARADAMENTE‏ 
ESTAMOS VIVOS! GRUPO GUARARAPES! PERSONALIDADE JURÍDICA sob reg. Nº12 5893. Cartório do 1º Registro de Títulos e Documentos, em Fortaleza. 
Somos 1.837 civis – 49 da Marinha - 479 do Exército – 51 da Aeronáutica; 2.416
http://marketing.guararapesgrupo.com.br/admin/sair.php?id=142759|97|0&uid=134392122208802700

“A VERDADE É O ÚNICO TERRENO SEGURO QUE PODEMOS PISAR”
ELIZABETH CADY STANTON (1815 – 1902)

O confisco da esperança


http://3.bp.blogspot.com/-p9uZOjVwue4/UcXXsFnI9AI/AAAAAAAAX14/cXdq9cW3ZQY/s400/!1AFFFF.jpg

Dilma Rousseff sofreu a mais rápida queda de popularidade de um presidente da República desde que Fernando Collor confiscou a poupança. Mas ela parece ter feito pior: 
confiscou a esperança dos brasileiros. 

A população parece ter percebido que está diante de um governo fantasma. Falta solidez à gestão de Dilma, são rarefeitas as perspectivas positivas em razão do pouco que a presidente conseguiu construir nestes 30 meses até agora.

Dilma Rousseff está pagando o preço pela forma como conduziu o país até hoje. Durante dois anos e meio de mandato, a presidente acreditou que a alta popularidade lhe serviria de salvo-conduto para não tomar as medidas corretas, delongar-se em decisões importantes e tratar com arrogância as críticas. Fará um bom serviço ao país se pelo menos impedir que as coisas continuem a piorar tanto.

Pesquisas de opinião publicadas no fim de semana trouxeram um duro choque de realidade para a presidente: 
o povo que foi para as ruas demonstra uma insatisfação disseminada, antes difusa, mas agora amplamente manifesta. 
Dilma perdeu popularidade e também capital eleitoral. 
Seu futuro político turvou-se.

A avaliação positiva do governo da presidente caiu pela metade, considerada a margem de erro do Datafolha, em apenas 20 dias: 
era de 65% em março, desceu a 57% no início de junho e desabou para 30% agora.

Foi a mais rápida queda de popularidade de um presidente da República desde que Fernando Collor de Mello confiscou a poupança dos brasileiros, em 1990. Dilma parece ter feito pior: 
confiscou a esperança do povo.

A desaprovação a Dilma se expressa de forma específica e concreta. 
Os brasileiros estão vendo com crescente ceticismo o futuro, as perspectivas da economia e as chances de que a vida melhore. 
A avaliação positiva da gestão econômica caiu de 49% para 27%. 
Mais pessoas acham que a inflação e o desemprego vão subir e o poder de compra dos salários vai cair.

Ao resultado da pesquisa sobre a avaliação do governo, publicada no sábado, se somou o de intenção de voto na eleição presidencial do ano que vem, conhecido ontem. Nesta, Dilma perdeu 21 pontos: 
 os que dizem pretender votar pela reeleição dela somam hoje apenas 30%, ante 51% somente 20 dias antes.

Tudo considerado, temos uma demonstração inconteste de que a população percebeu que está diante de um governo fantasma. Falta solidez à gestão de Dilma, são rarefeitas as perspectivas positivas em razão do pouco que a presidente conseguiu construir nestes 30 meses até agora. O percentual dos que consideram sua gestão "ruim” ou "péssima” passou de 7% em março para 9% no início de junho e quase triplicou agora, para 25%.

Quem parar para pensar vai ver que este é um governo que praticamente não existiu. Dilma foi eleita vestida na fantasia de competente gestora que iria fazer e acontecer. 
Sua experiência pregressa como "mãe do PAC” não fornecia razões para acreditar em tamanha fabulação, mas o marketing excessivo cuidou de resolver as coisas.

Já no cargo, a presidente deixou de lado a fantasia e encampou um novo figurino: 
o de "faxineira” da ética. 
Gastou seu primeiro ano pondo nada menos que sete ministros para correr, varrendo para debaixo do tapete a sujeira que recebera de herança de Lula e com a qual ela mesma colaborara, ainda na condição de ministra-chefe da Casa Civil.

O segundo ano foi de intenso bate-cabeça, com a presidente tomando decisões e logo voltando atrás, fazendo e desfazendo. Ministérios importantes como o dos Transportes simplesmente travaram.
 Até deliberações corretas, como a das privatizações de infraestrutura, consumiram meses de titubeio. Por isso, até hoje continuam sem sair do papel.

Na gestão da economia, Dilma deixou corroer a credibilidade que o país passara anos construindo. Permitiu o desmonte da política fiscal responsável, liberou a criatividade da equipe econômica e, pior de tudo, tratou a inflação como bichinho de estimação.

Quando os problemas começaram a se revelar, Dilma simplesmente lançou-se em sua campanha reeleitoral, acreditando que poderia empurrá-los com a barriga até que o segundo mandato estivesse no papo. Fiava-se nos seus altos patamares de popularidade.

Constata-se que Dilma gastou tempo precioso do país num projeto vazio. Cuidou, tão somente, de tentar preservar seu capital eleitoral, sem dedicar-se a resolver os problemas da população. 
Mostrou, sentada na cadeira da presidência da República, o pouco ou nenhum tino que possuiu para lidar com um país com as dimensões do Brasil.

A petista ainda tem um ano e meio pela frente. 
Se pelo menos dedicar-se a evitar que a situação do país se degringole ainda mais, já prestará um grande serviço aos brasileiros. 
Se continuar agindo como agiu até hoje, Dilma Rousseff arrisca-se a passar para a história como a presidente que mais mal fez ao Brasil. 

O país do futuro ficará atado ao passado.

Divulgue e compartilhe este texto nas redes sociais: bit.ly/13hdyfx
Este e outros textos analíticos sobre a conjuntura política e econômica
estão disponíveis na página do Instituto Teotônio Vilela