"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

março 11, 2014

PARA REGISTRO II ! PATIFES ANTES DE TUDO SÃO COVARDES : Contra vaias, Blatter diz que ele e Dilma não discursarão na Copa



A cerimônia de abertura da Copa do Mundo não terá discursos da presidente Dilma Rousseff e nem do mandatário da Fifa, Joseph Blatter, para evitar que os dois sejam vaiados, como aconteceu durante a Copa das Confederações. 

"Vamos fazer a cerimônia de uma maneira em que não aconteçam discursos", disse Blatter, em entrevista à agência de notícias alemã DPA.

Dilma e o presidente da Fifa foram alvos de fortes vaias na cerimônia de abertura da Copa das Confederações, em Brasília, no ano passado.

A competição coincidiu com uma onda de manifestações populares que tomou conta das ruas das principais cidades brasileiras. Na pauta dos protestos, estavam os custos públicos com a organização do Mundial.
 Questionado sobre a possibilidade de novos protestos e vaias contra o alto escalão do governo brasileiro e da Fifa, Blatter afirmou que não é "profeta" para saber o que vai acontecer e ressaltou que a situação no país está mais calma agora.
 
"Estou convencido que os protestos sociais não vão poder utilizar os mesmos argumentos usados na Copa das Confederações porque eles não são válidos. Estou convencido de que a situação se tranquilizou", disse.

A cerimônia de abertura da Copa do Mundo será realizada no dia 12 de junho, no Itaquerão, antes da primeira partida da competição, entre Brasil e Croácia. 

PARA REGISTRO ! 31 DE MARÇO - Apelo ao Comandante do Exército Brasileiro



Que ninguém se julgue perfeito neste mundo.
A natureza humana é imperfeita.
Quem jamais pecou, quem nunca errou, quem nunca se enganou, que atire a primeira pedra! Mas, não há como negar também aquele velho e sábio ditado:
- “Errar é humano, mas persistir no erro é diabólico.”

Não vamos discutir neste momento o ganho do Exército em termos materiais durante a “era petista”. Para que se tenha uma ideia, existem militares, da ativa e da reserva, que entendem viaturas novas, bóia no rancho e uniforme novo como musculatura satisfatória, sem pensar no mínimo de meios necessários, aqui e agora, para se dissuadir o inimigo mais do que provável.

Vamos colocar na mesa agora o carteado da liderança, da altivez, do brio, da honra militar, do “siga-me”, do “prossiga na missão”. E aí procuramos divisar a autoridade militar, a chefia, o comando que deve nos conduzir no caminho do cumprimento do dever. 

 Qual o perfil desse comando?
Teria ele viés político?
Ele se pauta pelo exemplo?
Ele admite vilipêndios ao Exército?
 


 Essas indagações são para todos nós, velhos e jovens soldados.
O comando da Força Terrestre tem acertado ou errado mais?
Estávamos melhor, mais unidos e coesos, mais confiantes no porvir do Exército, antes ou depois do sonoro
“O EXÉRCITO NÃO VAI FAZER NADA!”? 

http://4.bp.blogspot.com/-ZmTdmQZwqAk/TZSuBAIxG2I/AAAAAAAALLI/8IcYx07tV98/s400/31%2Bde%2Bmar%25C3%25A7o.jpg

A grande realidade é que, a partir desse funesto pecado sacrílego, passamos a persistir no erro de forma diabólica. Um CCOMSEX apático que, particularmente na era petista, ainda não abriu o bico para defender a Instituição de seus algozes detratores. 

 Onde está o alto comando?
Onde está nosso comandante?
Por que o CCOMSEX não enviou representantes para contraditarem no seminário “O Ensino da Ditadura Militar nas Escolas”, em novembro do ano passado?
 


 É verdade!
Quem cala consente!
Essa então do Exército não se manifestar em assuntos relativos à “CNV” está mais para “dar um boi para não entrar e uma boiada para continuar de fora”! MEA CULPA, MEA CULPA, MINHA MÁXIMA CULPA!
 


 Omissão, apatia, indignidade?!  
Os de direito e dever no serviço ainda não se deram conta:
o porvir do binômio espírito militar/espírito de corpo de nossas FFAA vai estar traçado após este próximo “31 de março”. Conforme ficarem as coisas após esta data, a aposição de uma estrela vermelha no brasão de nossas Instituições será só uma questão de tempo.

Quanto à luta intestina de caráter racial, separatista e fundiário, esta já ensaia seus primórdios, ganhando força a cada dia, com previsão de emprego do Exército absolutamente estapafúrdia, como “gendarmeria” na preservação de reservas de índios incendiários e na contenção de “black blocks” fogueteiros durante a copa do mundo. 

 Comandante!
Por favor, coloque um paradeiro nesse descalabro!
Apelamos neste instante ao Comandante do Exército Brasileiro!
Dê-nos alento!
Defenda seus subordinados!
Impeça que a Força continue sendo humilhada!
Reaja com altivez contra nossos detratores!
Preserve nossas comendas e condecorações!
Prestar continência a quem não merece só faz rebaixar o Exército! 

 Comandante!
Nosso Comandante!
Queremos estar juntos a vossa excelência, ombro a ombro!
Todos erram neste mundo de Deus, todos têm o direito de fazê-lo!
Agora chegou o momento de corrigir, de retificar o descaminho, de fazer as pazes consigo mesmo! 

 Perceba Comandante, Deus está oferecendo esta oportunidade a vossa excelência!
Excelentíssimo Senhor General-de-Exército Enzo Martins Peri, seus soldados querem tão somente poder festejar a data do movimento que impediu a “cubanização” da Pátria. Isto, em absoluto, não configura golpe nem tão pouco indisciplina!

Não dá para entender:
nossos algozes se refestelam no seminário “O Ensino da Ditadura Militar nas Escolas” e o Exército está proibido de comemorar o “31 de MARÇO” nos quartéis. Vossa excelência também não foi revolucionário?
Vamos festejar juntos essa efeméride! 

 Comandante!
Pense bem!
Essa é a última oportunidade que o SENHOR DEUS DOS EXÉRCITOS oferece ao General Enzo para que ele ingresse na reserva com a consciência tranquila!

http://3.bp.blogspot.com/-TsXpBy3iTJI/UVfEivt8geI/AAAAAAAAqTg/-2QOcaOVx64/s1600/31+de+mar%C3%A7o.jpg  
Paulo Ricardo da Rocha Paiva é Coronel de Infantaria e Estado-Maior, na reserva. Texto publicado no número 36 do Boletim Brasil Acima de Tudo, 2014.

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

E NO PAÍS DA "COPA DAS COPAS" DA DESAVERGONHADA... DUAS EM UM ! Fifa desiste de metade dos quartos que havia reservado para a Copa E Torcida elétrica

Fifa desiste de metade dos quartos que havia reservado para a Copa

A Match Services, operadora de turismo oficial da Fifa, devolveu na segunda quinzena de janeiro 50% dos bloqueios (espécie de pré-reserva) de quartos de hotel que tinha feito para a Copa do Mundo. O motivo foi a baixa procura, disse a companhia.

A empresa é responsável pela locação de quartos para o Comitê Organizador da Copa, para delegações e empresas parceiras do evento.
A Match não informou o número de leitos entregues, mas a Folha apurou que até dezembro a empresa oferecia hospedagem em 813 hotéis de 108 cidades -nas 12 capitais que receberão jogos e em municípios do entorno.

Em dezembro restavam 1.700 dos 55.894 quartos de hotéis localizados nas capitais que receberão os jogos, segundo pesquisa do Fohb (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) em 248 hotéis de 26 grandes redes hoteleiras.

Estima-se que 27 mil estivessem nas mãos da Match. A devolução teria sido, então, de cerca de 13,5 mil quartos.
Relações-públicas da Match, Andreas Herren não confirmou o número de quartos devolvidos, mas disse que agora "um volume significativo de quartos fica disponível no mercado global".

Segundo ele, a Match ainda avalia se no próximo prazo contratual, em 20 de abril, vai devolver mais quartos.

O presidente da Abih (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Enrico Fermi, disse não saber o número de quartos devolvidos.
Segundo o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São Paulo, já era previsto que reservas pudessem ser canceladas, pois foram feitas antes da distribuição dos jogos pelas sedes.

Como os hotéis já trabalhavam com essa informação, não deve haver redução no preço das diárias.

Presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes afirmou que o Rio é a cidade menos afetada com a devolução, por se tratar da principal sede da Copa -na cidade ficam o centro de imprensa e o comitê organizador. Ele não soube dizer quantos quartos foram devolvidos. 
http://1.bp.blogspot.com/-dN0QvDI48h4/Usrb_WwztSI/AAAAAAAAYrs/4tLW4KZPkDQ/s1600/copa.png
Torcida elétrica
 O setor de eletricidade no Brasil segue submetido à ansiedade, na ausência de um planejamento consequente para afastar de vez o risco de apagões, localizados ou não. Até as cidades que sediarão a Copa do Mundo podem viver surpresas desagradáveis durante o evento.

Na ponta da produção, a energia armazenada nos reservatórios de usinas hidrelétricas ainda suscita desconforto. O nível das represas do Sudeste e do Centro-Oeste, onde se concentram cerca de 70% da capacidade geradora instalada no país, está na marca de 35,5%.

Em 2001, ano do grande apagão, o nível fechou fevereiro em 33,5% no Sudeste. É incerto, agora, que chegue ao final de abril, quando as chuvas passam a escassear, no patamar de 43%, considerado seguro pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A apreensão quanto à Copa se localiza no campo da distribuição, com os atrasos de obras prioritárias para garantir energia nas 12 sedes. O alerta se encontra numa nota técnica (nº 14), divulgada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no último dia 24.

Das 136 obras acordadas entre concessionárias distribuidoras e Aneel, 45 ainda não ficaram prontas –embora isso devesse ter ocorrido em dezembro do ano passado.

Um terço de tudo o que estava previsto para construção e instalação –subestações, novas linhas aéreas e subterrâneas, disjuntores– está fora do cronograma, nesta altura. Uma conjuntura pior que a de setembro, quando um quarto das providências se achava em atraso (ainda assim, um desempenho lamentável das distribuidoras).

Os problemas se apresentam em 9 das 12 capitais que receberão jogos. As situações mais preocupantes rondam Porto Alegre, Curitiba e Manaus, cujos Estados somam metade (23) das obras atrasadas.

O quadro-resumo preparado pela Aneel provoca calafrios. Algumas ações na Bahia e em Minas Gerais aparecem listadas com conclusão prevista apenas para maio, por assim dizer na antevéspera do torneio que terá sobre si os olhos de espectadores do mundo todo. 


A nota técnica da Aneel ressalva que a maioria dos atrasos observados não oferece, neste momento, risco à confiabilidade do abastecimento de energia para a Copa, mas exclui dessa avaliação tranquilizadora os casos do Rio Grande do Sul, do Paraná e do Amazonas. 

Num país mais previdente, todas as obras já estariam terminadas. Torcer para que tudo dê certo é para fãs de futebol, não para administradores de serviços públicos.
 

Folha de São Paulo

EXPECTATIVA X REALIDADE ! SEM O MARQUETINGUE DOS VELHACOS : NO JEITO PETRALHA DE "GUVERNÁ" PETEBRAS é autuada em R$ 8,8 bilhões

http://1.bp.blogspot.com/-RjIWzL9GXjY/UKrFtbkuzKI/AAAAAAAAAsU/90mkyAZZw1s/s640/Expectativa+x+Realidade+%233.jpg

A Petrobras recebeu cinco autos de infração da Receita Federal desde outubro, no valor de R$ 8,768 bilhões. O volume equivalente a 37,2% de seu lucro em 2013, de R$ 23,6 bilhões. A empresa recorre de todos e, por isso, decidiu não provisionar (lançar no balanço como perda provável) nenhum dos pagamentos. 


As informações constam em prospecto preliminar entregue pela empresa à SEC (Security and Exchange Comission, instituição que regula o mercado de capitais nos EUA) ontem, por ocasião da emissão de títulos para captação de US$ 8,5 bilhões.

A divulgação dos casos é realizada como forma de alertar os investidores que compram os títulos sobre riscos de impactos potenciais no resultado da empresa. Segundo o documento, em outubro a empresa foi autuada em R$ 2,348 bilhões por supostamente não ter pago IOF por empréstimos entre suas controladas estrangeiras PifCo, Braspetro e Braspetro Oil Company, em 2009.

Em dezembro, foram duas autuações relacionadas ao não pagamento de IR na fonte, no valor de R$ 2,347 bilhões, e de Cide (Contribuição de Intervenção sobre Domínio Econômico), em R$ 1,539 bilhão, no afretamento de plataformas.

No início de janeiro, o auto de infração apresentado foi de R$ 1,093 bilhão, sobre não pagamento de IR e CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido) relacionado a lucros de subsidiárias no exterior.

Os questionamentos da Receita sobre os dois primeiros episódios são anteriores à emissão dos autos de infração e constam nas demonstrações financeiras da empresa em 2012 e 2013. O episódio de janeiro é indicado como questionamento nas demonstrações de 2013.

O mais recente episódio registrado ocorreu em janeiro. Trata-se de auto de infração no valor de R$ 1,442 bilhão devido ao não pagamento de contribuições previdenciárias sobre benefícios dados a um grupo de empregados e sobre remuneração de serviços médicos de terceiros, entre janeiro de 2009 e dezembro de 2011.

A Petrobras informou no documento que está recorrendo de todos os casos. Nos quatro primeiros, a empresa considera que a chance de perda é possível, mas não provável. No último, prevê chance de perda remota. Nem a Petrobras nem a Receita comentaram o caso.
Nem a Petrobras nem a Receita comentaram o caso.
SAMANTHA LIMA/DO RIO
Folha de São Paulo