"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

junho 28, 2010

QUERO CONTINUAR CONTRIBUINDO PARA MELHORAR A VIDA DAS PESSOAS.

http://1.bp.blogspot.com/_pOQU-haGzx4/SCBeAkEMh4I/AAAAAAAACEI/zMZetCcB0q8/s320/lula.jpg
Sílvio Guedes Crespo/Radar Econômico

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirma, em artigo que será publicado na terça-feira, 29, no jornal britânico Financial Times, afirma que buscará atuação internacional quando terminar seu mandato de presidente da República.

Por minha própria conta, depois de sair da Presidência, quero continuar contribuindo para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Internacionalmente, pretendo concentrar minha atenção em iniciativas que beneficiem os países da América Latina e Caribe e da África.

O Brasil tem muita experiência que pode compartilhar. Nós não podemos ser uma ilha de prosperidade cercada por um mar de pobreza e injustiça social, diz Lula no artigo.

O presidente acrescenta:

Quero continuar os esforços que o meu governo fez na direção da criação de um mundo multilateral e multipolar livre de fome e pobreza. Um mundo no qual a paz não é mais uma utopia, mas uma possibilidade concreta”.

Diversas reportagens na imprensa já comentaram que Lula pretende assumir cargo internacional após o mandato.

Fala-se em cargo na Organização das Nações Unidas ou no Banco Mundial, entre outras entidades.

No entanto, esta é a primeira vez em que o próprio presidente fala sobre o assunto.

Nenhum comentário: