"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

maio 31, 2010

TRABALHANDO DESESPERADAMENTE PELA PRÓPRIA "GLÓRIA"

http://1.bp.blogspot.com/_fwT8XThRCGU/SJHCXoA_hgI/AAAAAAAAC68/lkiSPfe9JO0/s320/Ta%C3%A7a.bmp
Precisamos ter um novo governo para reconstruir a relação bilateral com os EUA direcionada para os reais interesses do Brasil.

Uma política externa calcada em interesses concretos, política do País, e não de um presidente, sem a falácia dos que gostam da bebida forte e sob o seu domínio são estimulados aos instintos dos sentimentos de antiamericanismo, satisfazendo somente a vontade dos que hoje representam essa diplomacia ávida em promover um presidente megalomaníaco.

Apertando a mão do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, estamos emprestando nossa honra a um regime manchado de sangue. O nosso lado é junto aos EUA.
Que os bons ventos voltem com um novo governo, que essa gente seja defenestrada do poder.

AFP

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pretende conversar com os colegas francês, russo e chinês para obter o apoio deles ao acordo tripartite Irã-Turquia-Brasil sobre a troca de urânio, anunciou a presidência iraniana.


"Para obter o apoio de outros países à declaração (de Teerã), vou prosseguir meus contatos com os líderes", declarou Lula durante uma conversa telefônica com o presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad, de acordo com um comunicado do governo de Teerã.

"Esta semana terei contato com (o presidente francês Nicolas) Sarkozy, (o presidente russo Dmitri) Medvedev e o presidente chinês (Hu Jintao)", completou Lula.

Nenhum comentário: