"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

fevereiro 10, 2014

BRASIL REAL SEM O MARQUETINGUE DOS VELHACOS DA PRESIDENTA DE "RABEIRA : Balança comercial tem rombo de US$ 5,8 bilhões no acumulado de 2014. Na primeira semana deste mês, exportações caíram 24,6% na comparação com a mesma semana de 2013 e houve saldo negativo de US$ 1,703 bilhão


http://4.bp.blogspot.com/_wtIW3W4dzjA/TH7zhj7lb4I/AAAAAAAACJo/2x2h8lW8p9Q/s640/temer.jpg

Com o saldo negativo de US$ 1,703 bilhão da primeira semana de fevereiro, a balança comercial brasileira acumula déficit de US$ 5,761 bilhões em 2014 - informou nesta segunda-feira, 10, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comercio (MDIC). Foram 27 dias úteis até agora.

Na comparação com o mesmo período de 2013 (mês de janeiro e primeira semana de fevereiro, mas com 23 dias úteis), o saldo negativo estava em R$ 4,222 bilhões. O déficit acumulado em 2014 é 36% maior que o do ano passado.


Fevereiro. 
Na primeira semana de fevereiro, foram registradas exportações de US$ 3,258 bilhões e importações de US$ 4,961 bilhões.

As vendas externas no acumulado de 2014 somam US$ 19,284 bilhões, com média diária de US$ 714,2 milhões, 1,8% menor que no mesmo período de 2013 (US$ 727,0 milhões). As importações totalizam US$ 25,045 bilhões no acumulado de 2014, com média diária de US$ 927,6 milhões, alta de 1,9% em relação ao mesmo período do ano passado (US$ 910,6 milhões).

A média diária das exportações na primeira semana de fevereiro foi de US$ 651,6 milhões, queda de 24,6% em relação à media diária de fevereiro de 2013. A venda de produtos básicos caiu 32,4%, por conta, principalmente, de petróleo em bruto, milho em grão, algodão em bruto, fumo em folhas, farelo de soja, minério de ferro, café em grão, e carne suína e de frango.

Os embarques de manufaturados registraram queda de 19,4%. 
A retração foi puxada por automóveis de passageiros, óxidos e hidróxidos de alumínio, autopeças, pneumáticos, bombas e compressores, calçados e motores e geradores elétricos. No grupo de semimanufaturados, a queda nas exportações foi de 18,1%, puxada por açúcar em bruto, semimanufaturados de ferro ou aço, celulose e ouro em forma semimanufaturada.

Nas importações, a média diária da primeira semana de fevereiro de 2014 foi de US$ 992,2 milhões, 6,1% acima da média de fevereiro de 2013 (US$ 934,9 milhões). Aumentaram as compras no exterior de combustíveis e lubrificantes (43,4%), aparelhos eletroeletrônicos (12,5%), cereais e produtos de moagem (6,0%), plásticos e obras (3,2%) e instrumentos de ótica e precisão (3,1%).


Renata Veríssimo - Agência Estado 

Um comentário:

Anônimo disse...

A nossa exportação esta pífia porque o escoamento da produção esta todo em filas de caminhões para mandar para fora nossa produção, trazendo imensos prejuízos para os agricultores que vem suas produções estacionadas nesses corredores sem terem soluções imediatas para o problema. Quem vai pagar esses prejuízos certamente não os petralhas. Vice Presidente entrou mudo e saiu calado dizendo amem a tudo. Politicos despersonalisados, barrigas de aluguem que fazem de tudo para sempre estarem perfilhados com o partido que manda. Na realidade são micróbios sem utilidade nenhuma para o pais. Esta tudo bem desde que eles estejam alojados ao poder e a quem manda. E vamos nos não fazendo nunca projeto de nação. Estamos vendo mo bonde passar e ficando por ultimo em tudo. Eta pais de m.......erda, políticos de m....erda, merdia de m.........erda. So pensam em estádios inclusive em estados que nem tem expressão no mundo do futebol, dando ênfase ao esporte a preço de ouro em detrimento de outras necessidade para a nação em que esta faltando tudo e fazendo programa em cima de programa as custas de nosso dinheiro suado para informar que o brasil em minúscula mesmo e melhor em que? Cidadania qua, qua, qua. Enquanto tiver cerveja, funk, bunda de fora e carnaval, não tem importância que milhões fiquem nas portas de hospitais precisando de atendimento que vai ser realizados por médicos dos irmãos castro. Milhões de aposentados recebam salario miséria, enquanto o curral eleitoral fica beneficiando a população do nem...nem. Nem trabalham e nem estudos, mas a juventude atual depois de dez anos já sabe se drogar e furunfar sem ter medo do futuro e sem saber o que e cidadania graças a mídia pífia que so da vez para assassinatos, roubo a banco, matanças e não mostra a realidade brasileira. Eta pais de m..........erda. Por que me ufano de meu pais\\\\\\\\\\\\/?