"Um povo livre sabe que é responsável pelos atos do seu governo. A vida pública de uma nação não é um simples espelho do povo. Deve ser o fórum de sua autoeducação política. Um povo que pretenda ser livre não pode jamais permanecer complacente face a erros e falhas. Impõe-se a recíproca autoeducação de governantes e governados. Em meio a todas as mudanças, mantém-se uma constante: a obrigação de criar e conservar uma vida penetrada de liberdade política."

Karl Jaspers

agosto 02, 2013

A "BATUTA" GERENTONA 1,99 E O SEU brasil maravilha : Importações brasileiras de petróleo mais que dobram em julho; exportações caem 50%

http://4.bp.blogspot.com/-fgJ-IBs579A/T9xPCyssA4I/AAAAAAAACi8/yY4vbUgnYko/s640/PACOTE+DE+DILMA.jpg
As importações de petróleo do Brasil aumentaram mais de 140% em julho na comparação anual, enquanto as exportações caíram pela metade, uma vez que a produção brasileira da commodity não tem conseguido acompanhar nos últimos anos o crescimento do consumo do mercado interno.

As importações de petróleo subiram para 3,124 bilhões de dólares no mês passado, ante 1,233 bilhões de dólares em julho de 2012. Já as exportações recuam para 692,2 milhões de dólares no mês passado, contra 1,348 bilhão de dólares em julho de 2012, segundo dados da Secex (Secretaria de Comércio Exterior) divulgados nesta quinta-feira (1).

Importações maiores e exportações menores de petróleo têm afetado não somente as contas do país o déficit comercial no acumulado do ano é de 5 bilhões de dólares, mas também as contas da Petrobras.

No acumulado do ano até julho, a importação de petróleo e combustíveis soma o equivalente a 25,8 bilhões de dólares, ante 21,68 bilhões de dólares no mesmo período do ano passado, quando o Brasil já estava importando elevados volumes.

Considerando somente petróleo, as importações no acumulado do ano somaram 10,5 bilhões de dólares, enquanto as compras externas de combustíveis, incluindo gasolina, somaram 15,28 bilhões de dólares.

Já as exportações de petróleo atingiram no acumulado do ano até julho quase 6 bilhões de dólares, ante 11,8 bilhões de dólares no mesmo período do ano passado.

IMPACTO

"A conta petróleo está deixando de faturar tanto na exportação quanto na importação algo como 10 bilhões a 12 bilhões (de dólares) aproximadamente" disse o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em entrevista a jornalistas nesta quinta-feira.

O ministro, que é presidente do Conselho de Administração da Petrobras, acredita que a situação negativa da balança de petróleo e combustíveis é provisória, já que espera aumento da produção da estatal.

"Mas nós estamos aumentando a produção de derivados e a produção da Petrobras está aumentando", disse o ministro, citando dados de junho que mostram aumento da produção da estatal, após paradas para manutenção de plataformas em meses anteriores no ano.

Para a secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Tatiana Prazeres, 2013 é um "ano atípico" para a balança comercial do país em função da chamada conta petróleo.

DA REUTERS

Nenhum comentário: